A SUPREMACIA QUÂNTICA DO GOOGLE

Nessa quarta-feira (23) a Google vem afirmar que alcançou a supremacia quântica, que seria um grande marco na história de nossa ciência. De acordo com a empresa, seu computador quântico
de 53-qubit, chamado então Sycamore, realizou um cálculo em 200 segundos que o supercomputador mais rápido do mundo leveria por volta de 10 mil anos para completar. Eles conseguiram
isso devido ao nível de controle que eles possuem sobre qubits.

Porém a IBM afirma que o entendimento de “supremacia quântica” da gigante de Mountain View pode estar equivocado. Para John Preskill, que popularizou o termo, disse que a então “supremacia
quântica” descreve uma situação em que todos os computadores quânticos podem fazer coisas que os supercomputadores convencionais não poderiam nem tentar.Mas, o caso do teste da Google,
não foi muito bem o que aconteceu.Para eles, a simulação ideal da tarefa executada pela Google poderia ser realizada em um supercomputador clássico em 2 dias e meio, e com uma precisão
muito maior. Esse tempo então poderia até ser reduzido.

A experiência da companhia Google serviu apenas para mostrar que um computador quântico poderia ter talvez o desempenho que se espera dele, mas não teve uma aplicação prática.Mesmo ainda assim,
o experimento é de importância relevante.Já a Google contesta, o CEO da Google, Sunda Pichai, fez uma comparação entre o experimento que a empresa realizou o primeiro voo dos irmãos
Wright:”O primeiro avião voou por apenas 12 segundos, e portanto, não aplicação prática disso”, ele disse.”Mas mostrou a possibilidade que um avião pode voar”. O exemplo apesar de ser
interessante, todos sabemos que o primeiro avião de verdade a voar com propulsão própria foi o 14-bis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *